Produtividade Científica da Equipe de Fitopatologia Coordenada pelo Prof. Dr. Leandro Luiz Marcuzzo

Os mais de 220 trabalhos (artigos, livros, capítulos de livros) produzidos e postados chegaram a mais de 40.000 (10.000 foram nos últimos 11 meses) leituras por instituições de ensino e pesquisa, públicas e privadas, além de empresas no RESEARCHGATE (rede social de cientistas e pesquisadores) no site https://www.researchgate.net/profile/Leandro_Marcuzzo.

O livro Manual de boas práticas: guia para sustentabilidade das lavouras de cebola do estado de Santa Catarina esta com 3877 acessos de leitura; o livro: Sistema de produção integrada para o tomate tutorado em Santa Catarina com 4981; o artigo: queima bacteriana em cebola com 2663; controle do mofo preto com 3296 e controle das principais doenças da cebola com 2552 acessos.

Além do Brasil, os países que mais leram foram Moçambique, Angola, Portugal e África do Sul

Mas foi lido (que eu me lembre) por mais de 140 países. Na África por Marrocos, Egito (teve questionamentos) Guiné, Etiópia, Costa do Marfim, Botsuana, Líbia, Ilhas Canárias, Argélia, Nigéria, Gana, República do Congo, Lesoto, Suazilândia, Senegal, Sudão, Cabo Verde, Niger, São Tome e Príncipe, Camarões, Giné-Bissau, Zimbábue, Tunísia, Benin, Tanzânia, Quênia, Namibia, Uganda, Zambia, No oriente médio por Israel, Irã (destaque), Iraque, Síria, Iêmen, Arábia Saudita, Catar, Bahrein, Líbano, Omã, Emirados Árabes. Na Ásia e Oceania por Turquia, Rússia, Azerbaijão, Afeganistão, Uzbequistão, Paquistão, China (destaque), Taiwan, Tailândia, Laos, Japão, Nova Zelândia, Austrália, Timor Leste, Índia (destaque), Indonésia, Filipinas, Singapura, Coréia do Sul, Malásia, Mianmar, Sry Lanka, Bangladesh, Ilhas Marshall, Malasia, Hong Kong, Mongolia, Camboja, Nepal, Polinésia Francesa

Na Europa por Espanha, França (destaque) Itália (teve questionamento) Alemanha, Grécia, Croácia, República Tcheca (destaque), Noruega, Finlândia, Suíça, Estônia, Reino Unido (toda semana tem leitura), Holanda, Polônia, Ucrânia, Bélgica, Áustria, Romênia, Dinamarca, Hungria, Luxemburgo, Irlanda, Bulgária, Chipre, Albânia, Eslováquia, Bielorrússia, Lituânia, Malta, Estônia, Servia, Moldávia, Eslovênia, Georgia, Bielorússia, Armenia,

Na América do norte por EUA (destaque, toda semana tem leitura), México e Canadá América central – todos, com destaque para Costa Rica, só não foi aquelas ilhas do caribe que são paraísos fiscais e não vive de agricultura.

Na America do sul – todos

É a repercussão mundial dos resultados de projetos de pesquisa produzidos no campus e no IFC junto com os alunos, integrando o que aprendem nas disciplinas (ENSINO), a PESQUISA que é feita na área e a EXTENSÃO através da divulgação dos resultados junto a eventos e palestras e nesse site e/ou Lattes através das publicações para a cadeia produtiva agrícola e diretamente aos agricultores.





Publicado em Sem categoria | Comentários desativados em Produtividade Científica da Equipe de Fitopatologia Coordenada pelo Prof. Dr. Leandro Luiz Marcuzzo

HORÁRIO 2022.1 VERSÃO 14

Publicado em Sem categoria | Comentários desativados em HORÁRIO 2022.1 VERSÃO 14

Participação dos estudantes do curso de Agronomia e servidores do IFC Campus Rio do Sul no 26 Show Tecnológico da Copercampos, Campos Novos, SC.

Publicado em Sem categoria | Comentários desativados em Participação dos estudantes do curso de Agronomia e servidores do IFC Campus Rio do Sul no 26 Show Tecnológico da Copercampos, Campos Novos, SC.

Sistema de previsão da queima das folhas da cenoura

É com satisfação que implantamos o sistema de previsão da queima das folhas da cenoura na plataforma AGROCONNECT da EPAGRI/CIRAM disponível em http://ciram.epagri.sc.gov.br/agroconnect/ menu: atividade agropecuária – cenoura. O sistema interpola várias estações meteorológicas e acusa as condições ambientais de favorabilidade para ocorrência da doença. O sistema funciona on-line, basta ter internet e estação interligada na região onde fica a cultura. O sistema vai alertando de amarelo (risco leve), laranja (risco moderado) e quando fica vermelho (risco severo) tem as condições ambientais favoráveis para a ocorrência da doença. Estação verde (sem risco) é quando não tem condições para a doença. Pode ocorrer de a estação ficar cinza, devido estar temporariamente sem informação e quando fica azul é porque choveu mais de 25 mm no dia anterior. Ao clicar na estação, aparecem outros produtos como resumo diário e dados da doença, além de outras informações sobre o que acontece no dia e em dias anteriores. O sistema é uma ferramenta a ser utilizada pela assistência técnica, extensionistas e produtores para o manejo da doença, servindo de suporte para o momento da aplicação de fungicidas na cultura. Na parceria com a Epagri/Ciram também está implantado o sistema de previsão do míldio e da queima das pontas da cebola; da cercosporiose da beterraba; da requeima e pinta preta da batata; do míldio da videira e a mancha bacteriana do tomate. Também na parceira, esta na página em teste e ainda esse ano será lançado os sistemas da queima bacteriana, ferrugem e mancha púrpura do alho.

Atenciosamente Leandro Luiz Marcuzzo
Fitopatologista
Instituto Federal Catarinense – IFC / Campus Rio do Sul
Laboratório de Microbiologia e Fitopatologia Estrada do Redentor, 5665 / Bairro Canta Galo Caixa Postal: 441 / CEP: 89.163-356 / Rio do Sul / SC – Brasil Fone: (47) 3531-3700 / www.ifc-riodosul.edu.brCV Lattes: http://lattes.cnpq.br/8564509581986233
ResearchGate: https://www.researchgate.net/profile/Leandro_MarcuzzoOrcid: http://orcid.org/0000-0002-0114-1185

Publicado em Sem categoria | Comentários desativados em Sistema de previsão da queima das folhas da cenoura

Agronomia (Bacharelado) – Rio do Sul – 4 Estrelas

Publicado em Sem categoria | Comentários desativados em Agronomia (Bacharelado) – Rio do Sul – 4 Estrelas